“Sabe aquela menina sentada ali com o olhar desconfiado, tão inocente? Eu já fui doente naquela mulher! Eu sei que agora ela deve tá olhando de lado, tão sem graça vendo o presente e o passado, conversando de um assunto. Ela já sabe qual é… Esse é o meu único aviso: se ela quis ficar contigo faça ela feliz, faça ela feliz! Cuida bem dela. Você não vai conhecer alguém melhor que ela. Promete pra mim o que você jurar pra ela você vai cumprir? Cuida bem dela, ela gosta que reparem no cabelo dela. Foi por um triz, mas fui incapaz de ser o que ela sempre quis. Faça ela feliz!”

Henrique e Juliano (via supostos)
“É tanta hipocrisia, é tanta gente vazia, tanto assunto inútil, que ando com preguiça de conhecer pessoas…”

Tati Bernardi.     (via supostos)
“Além do mais, como a morte podia ser “instantânea”? Quanto tempo é um instante? Um segundo? Dez? A dor que ela sentiu nesses poucos segundos deve ter sido horrível. Seu coração foi esmagado, o pulmão parou de funcionar, e não havia nem ar nem sangue em sua cabeça, apenas desespero. Mas que diabos significa “instantâneo”? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo.”

Quem é você, Alasca?  (via supostos)
“Não planejava sentir alguma coisa por você, mas aconteceu. Sinto muito por isso.”

P.S. Eu Te Amo (via supostos)
“É bonito manifestar sentimento. E é feio só querer receber. Receber abraço, beijo, comidinha gostosa, carinho, cafuné. Na vida, a lei é clara: a gente dá e recebe. É uma via de duas mãos. Você faz, você leva. É claro que ninguém tem que fazer por merecer, mas em uma relação a gente tem que se preocupar, sim, com as necessidades do outro. E se o outro se sente mais amado com um bilhete, uma surpresa, uma flor, uma carta, um email querido, uma mensagem romântica, não custa nada ser gentil. É bom agradar quem a gente ama. O ruim é ser egoísta e só pensar nas próprias necessidades. Mesmo porque a gente deve pensar o seguinte: é agradando o outro que eu agrado a relação. Se o outro está feliz, ele vai querer a sua felicidade também.”

Clarissa Corrêa.    (via supostos)
“Eu sou paranoico quando o assunto é você. Não posso te ver me olhando de canto, vindo me cumprimentar ou simplesmente olhando na minha direção — mesmo que não seja pra mim — que já começo a achar que você pode, de uma maneira ou de outra, sentir o mesmo por mim. Ou pior, começo a achar que podemos realmente dar certo. Cada gesto seu vai significar um mundo de coisas, vai me fazer pensar e achar milhares de dramas e exageros. E por essas e outras razões, eu tenho medo de criar expectativa demais, de acabar me iludindo mesmo que não haja nada. Mas se isso acontecer — ou estiver acontecendo — eu não vou poder evitar. É mais forte que eu… Gosto da forma como você acelera meu coração, e de quando você o acalma também.”

Caio Fernando Abreu.   (via supostos)
“Ontem eu chorei, fazia tempo em que não derrubava uma lágrima sequer por causa de sentimento tão banal. Foram lágrimas de saudades, de amor e da falta que me faz conversar com você. Maldito dia que eu fui falar com você, pois foi a partir desse dia que você virou uma droga pra mim, um vício constante de ter você por perto.”

K. Shibahara.    (via supostos)
“Vem para o meu colo, meu bem, eu te faço um carinho e te mostro que, afinal, não tem nada melhor do que amar assim, devagarinho.”

Maré  (via supostos)

Nem todas as flores tem a mesma sorte, umas enfeitam a vida e outras enfeitam a morte. Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente. Por mais independente que a pessoa seja, ela sempre vai precisar do ar pra viver. Sonhe com a vida, mas não perca a vida por um sonho.

reggaemaconha-hippie:

Bob Marley